0
Área do Usuário

NOTÍCIA

ESTUDANTES DE MEDICINA DA PUC RECEBEM MESA-REDONDA SOBRE SUICÍDIO

14/09/2018
COMPARTILHE:

O Anfiteatro Monsenhor Salim, no Campus II da PUC-Campinas, ficou lotado para receber a Mesa-Redonda e Debate: Suicídio no ambiente acadêmico, nesta quinta-feira (13/09). O evento foi realizado pelo Departamento de Psiquiatria da Sociedade de Medicina e Cirurgia de Campinas, SMCC, como parte da Campanha Setembro Amarelo de prevenção ao suicídio. 

A Coordenação foi do Psiquiatra Prof. Dr. Eduardo Teixeira que integra o corpo docente da FCM da PUC-Campinas. “Temos que sempre trazer o assunto para dentro do ambiente acadêmico. Importante trazer conhecimento; informação”.
 
O Diretor Adjunto do Centro de Ciências da Vida que integra as 11 Faculdades da Área da Saúde da PUC Campinas, Dr. José Gonzaga Teixeira de Camargo, comentou a respeito dos casos que tem sido frequentes. A própria Faculdade teve registros no passado. 
 
“A gente vê em todos os lugares, infelizmente! A gente vê na escola dos nossos filhos, na vida dos amigos, dos filhos dos amigos. É algo que tem aumentado exponencialmente. Temos que criar medidas para tentar coibir um pouco. Oferecer uma mão para evitar tudo isso. E, é isso que estamos buscando fazendo parcerias com entidades como a Sociedade de Medicina para evitar este mal”.  
 
Estudante de Psicologia, Mariana Lima, comentou como o tema atingiu ao grupo de amigos da Faculdade. “No meu caso é história. Nós temos uma história com alguém que compartilharmos momentos e, é um assunto que tem pouca visibilidade, mas precisa ser discutido”. 
 
Entre as exposições da noite o Prof. Dr. Carlos Filinto Cais da Faculdade de Medicina da Unicamp, apresentou dados relevantes sobre como o Brasil está na contramão dos índices mundiais de mortes ou tentativas de suicídio. “Quanto eu era Estudante de Graduação, isso já tem um tempinho, a gente escutava que suicídio era um fenômeno de países ricos como Japão; norte da Europa. Isso não é verdade hoje e, provavelmente nunca foi. Essa falácia se dava pela questão de não ter dados em outros locais”. 
 
A maior parte dos suicídios se dá em países desenvolvidos segundo informações levadas pelo professor ao evento. O Brasil em comparação ao restante do mundo estaria na contramão uma vez que os casos tem aumentado apesar de estarem abaixo da média global com cerca de seis ocorrências para cada 100 mil habitantes. 
 
Também apresentaram informações para o debate as Professoras da Faculdade de Psicologia da PUC-Campinas, Dra. Cristiane Maretti Marangoni Valli e Dra. Diana Toseli Laloni. A Mesa redonda fechou o cronograma de debates da SMCC. A programação se encerra neste domingo 16/09, com uma caminhada na Lagoa do Taquaral.
 
Os eventos da Campanha Setembro Amarelo são uma realização da SMCC, através dos Departamentos de Psiquiatria, Eventos, Comunicação e Marketing, que tem o patrocínio da Unimed Campinas e apoio da Associação Brasileira de Psiquiatria, PUC-Campinas, Liga de Psiquiatria e Saúde Mental da Unicamp, da Prefeitura de Campinas e Cia Segredos de Teatro.
IMPRIMIR
FAVORITO